Família

A familia é a base da sociedade, daí ser importante manter a coesão da família e solidariedade entre os seus membros, pois essa coesão contribui para o nível de honradez da sociedade.

A família é, também, uma escola de altíssimo valor espiritual. Em seu seio há oportunidades constantes para se desenvolverem e fortalecerem alguns atributos psíquicos como a arte de governar, administrar, controlar, frear ou moderar os próprios impulsos, etc.

Em geral, os membros de uma familia têm diferentes formações morais, que trazem de encarnações anteriores. Todos têm o que aprender com os demais, assim como têm o que ensinar. Daí ser o lar uma verdadeira escola espiritual. As pessoas que têm interesse em sua evolução pessoal devem aproveitar para aprender, pela observação e experiência acumulada na vivência sob um mesmo teto.

Constituir e manter uma família são deveres que traz o espírito ao encarnar.

No lar, cada um tem um papel a desempenhar e deve se esforçar para bem executá-lo. É importante a compreensão dos deveres e direitos de cada cônjuge, que não são, em regra, iguais, mas complementares. Lembremos que o espírito não tem sexo.

Manter a serenidade e o bom humor é colaborar para um bom ambiente, quer seja no lar quer seja fora dele. O desprendimento e a tolerância são importantes fatores para que haja harmonia entre os membros da família. O egoísmo e as incompreensões apenas enfraquecem os laços de amizade entre os familiares.

Deve-se, a todo custo, evitar discussões, pois estas somente servem para abrir as portas aos espíritos do astral inferior, que não perdem oportunidades para intuir maus pensamentos e tornar mais acirrada e acalorada a discussão.

Os bons pais e mães devem sempre dar bons exemplos aos filhos, pela retidão da sua conduta, não falando uma coisa e praticando o oposto. Os filhos se comportam de acordo com os exemplos que veem no lar. Daí a importância de constatarem a dedicação dos pais à família, a sua honradez e o amor ao trabalho.

Não devem os pais e as mães admitir que os filhos adquiram vícios. Ao encarnar, os espíritos esperam receber boa orientação da família que escolheram.

Também têm deveres os filhos. Precisam ouvir os conselhos maternos e paternos, para se proteger dos perigos a que vão ficar sujeitos no curso da vida.

A seguir há uma coleção de artigos escritos por pais e mães experientes. Alguns desses artigos descrevem problemas comuns nos lares e a solução de acordo com os princípios racionalistas cristãos.

Cuidemos devidamente das crianças

Os filhos

Às mães de menina-moça

Que mãe será você?

Educação de filho

Escolha profissional do jovem

3 Comments:

  1. Wilvania Ribeiro Costa

    Família
    Somos em seis irmãos e não soubemos cultivar entre nós com o passar desses cinquenta e poucos anos a serenidade e o respeito um para com o outro. Me recordo que uma vez eu disse a minha irmã mais velha assim: – Vou fazer de tudo para ser tolerante com todos da nossa família pois assim não tenhamos que nos encontrar de novo numa próxima encarnação, quero ao menos eu fazer a minha parte.
    Hoje estudando todos os dias esta doutrina maravilhosa mudei completamente o meu pensamento: eu aprendi que família é tudo, e quero ter a oportunidade de nascer nesta mesma família, para que tenhamos mais uma possibilidade de nos amarmos e nos respeitarmos como irmãos e sermos felizes por estarmos juntos de novo!

  2. Luiz Hamilton Menossi

    COMO UM PAI….INESQUECÍVEL !

    Sem dúvida, meu “pai espiritual”! Sr. Alberto Dias, com quem tanto convivi e troquei ideias, com quem tanto aprendi sobre a vida e o Racionalismo Cristão.
    O Sr Alberto Dias, além de Mestre espiritualista de todos nós, no meu caso, foi um grande orientador em minha adolescência, o meu segundo pai, além de amigo e Mestre. Ele foi muito importante para o meu autoconhecimento. Meu guia inesquecível. Tanto, que não me canso de falar desse grandioso espírito.

    Luiz Hamilton

  3. Luiz Hamilton Menossi

    Presença permanente

    Alberto Dias é atualmente o Presidente Astral da Filial Ribeirão Preto
    do Racionalismo Cristão.
    Estive pessoalmente com Alberto Dias por muitas vezes. A primeira foi
    por volta dos meus doze anos, quando ele inaugurou uma nova era de
    aprendizado espiritualista em minha vida. “Para frente e para o Alto”, a
    frase que talvez sintetize uma vida quase inteira que Alberto Dias teve
    com o universo racionalista cristão. Até hoje medito nessa máxima que
    ele sempre repetia entusiasmado.
    Uma grande verdade! Afinal, uma força inexorável e constante nos
    impele à frente, em direção à descoberta de nós mesmos. Descoberta
    da Verdade universal Força e Matéria, presente em cada um de nós!
    Sua presença permanece em minha vida: seu sorriso enigmático de
    surpreendente otimismo com sua habitual serenidade continua vivo no
    meu espírito como uma chama que aquece e conforta a minha alma. Do
    seu sempre discípulo e filho espiritual.
    Luiz Hamilton Menossi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *