Finalidade do Racionalismo Cristão

Qual a finalidade do Racionalismo Cristão?

A finalidade do Racionalismo Cristão é esclarecer, espiritualizar, educar, instruir, levantar as almas combalidas, fortificar corpos enfraquecidos, combater os vícios e ensinar a criatura a ser justa, valorosa, honrada, simples e verdadeira.

Doutrina filosófica

O Racionalismo Cristão é doutrina filosófica de caráter espiritualista. Explana princípios que ajudam o ser humano a se regenerar de seus maus hábitos e fornece meios para que ele se esclareça sobre o que seja a vida na Terra e a razão de nela estar.

Baseado nos ensinamentos de Jesus, afirma que “só a verdade poderá libertar a humanidade das garras da ignorância e, assim, prepará-la para o cumprimento do seu dever na Terra”.

Grande Foco

Admite a existência de uma Força Superior (Deus), que denomina Força Universal, Inteligência Universal ou Grande Foco, o qual irradia sobre todo o Universo.

Ensina o ser humano a ser verdadeiro e honrado, faz dos fracos fortes, encoraja-os para a vida, demonstrando-lhes que nada devem temer, seja a morte, a pobreza, o trabalho ou a luta.

Orienta-os na repressão aos desejos intemperados.

Valoriza o pensamento, a vontade, a disciplina, o trabalho, a moral, a família e a pátria.

O Racionalismo Cristão assenta seus princípios na razão e no bom senso, ensinando que pela lucidez do raciocínio a pessoa se emancipa do fanatismo e das superstições. Incentiva a leitura e o estudo. Combate os vícios, em especial o fumo, o jogo e o álcool. Combate as magias branca e negra. Ensina a respeitar todas as religiões, bem como a maneira de pensar dos nossos semelhantes.

Não admite destino

O Racionalismo Cristão não admite provação nem destino, no sentido de predestinação. Ensina que todos os atos de nossa vida dependem do emprego do livre-arbítrio e que viemos à Terra para evoluir, mas nunca por provação ou predestinação.

Conforme pensarmos, assim seremos; aquilo que de mau desejarmos ao próximo, a nós mesmos estaremos desejando; o que de bom fizermos redundará em nosso benefício, pois seremos aquilo que quisermos ser. Não devemos cultivar sentimentos de ódio, inveja ou malquerença. Devemos higienizar a mente e o corpo, a fim de que possamos ter uma existência tranqüila, próspera e saudável.

O Racionalismo Cristão, embora ensine a respeitar o modo de pensar do nosso semelhante e não tenha cor política, combate todas as ideologias extremistas, e por seus ensinamentos prepara a criatura para ser consciente perante a vida, útil a si e à família, à pátria e à humanidade.

5 Comments:

  1. Interessante! De repente era desses esclarecimentos que eu estava precisando. Obrigada!

  2. Luiz Hamilton Menossi

    Com certeza uma maior flexibilização nos horários para participação nas
    reuniões públicas da Doutrina permitirá maior número de visitantes e
    assistentes.
    Horários de manhã, à tarde, vespertino e noturno atendem, sim, e melhor
    à atual dinâmica da vida moderna.
    O 2º Congresso Mundial do Racionalismo Cristão vem aí para refletir a
    possibilidade dessa provável atualização.

    Esperemos convictos por mais esta inovação doutrinária! Flexibilização
    dos horários.
    Uma experiência que poderá se revelar realmente válida. Evolução!
    2º Congresso Mundial: http://www.arazao.net/razao0914/pagina003.pdf

    Luiz Hamilton

  3. Luiz Hamilton Menossi

    Pois é…
    No início do século 20 (1910), o Mestre Luiz de Mattos fundou o espiritualismo cristão
    moderno, que dirigiu pessoalmente por dezesseis (16) anos, a cada ano rompendo com a
    origem religiosa espírita e firmando a Doutrina como racional e científica. Rompia com os vícios advindos de primárias e ultrapassadas cerimônias religiosas,
    apresentando os racionais modelos e métodos das reuniões espiritualistas públicas e
    particulares supervisionadas pelo Astral Superior.
    Luiz de Mattos se opôs a todas as formas dogmáticas e ritualísticas que só fazem aprisionar
    a humanidade. Livre-pensador, Luiz de Mattos foi o grande libertário espiritualista do
    século 20. O grande libertário espiritualista da humanidade, que pregava: “A humanidade
    só poderá ser realmente livre espiritualmente se chegar à Verdade genuína. Os seres humanos só alcançarão a Verdade
    através do raciocínio esclarecido, através da compreensão dos princípios universais “Força
    e Matéria”.
    Os grandes instrutores espirituais do mundo – Luiz de Mattos entre eles – sempre
    combateram as estruturas religiosas ortodoxas e trabalharam no sentido de resgatar o
    caráter filosófico-científico do espiritualismo que elimina o fanatismo e a incompreensão
    espiritual. Sem dúvida, Luiz de Mattos atingiu a síntese ideal.
    http://racionalismocristao.net/biblioteca/
    Luiz Hamilton

  4. Vania de Oliveira

    Gostei das explicações acima, porém tenho conhecimentos da Doutrina Espírita, então eu acho muito parecidos os objetivos das duas Doutrinas, aí eu pergunto, por que a necessidade de criar uma Doutrina quase semelhante a outra já existente na época de sua criação?

  5. Morris Ferrer

    Gostei muito das explicações apresentadas. São fonte de muita meditação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *