Franqueza

Franqueza

A franqueza e sinceridade são atributos semelhantes e, ao se emitir ou debater opiniões sobre qualquer assunto, o respeito e o cuidado com as palavras devem ser observados. A educação é a palavra chave nesse processo e quem a possui mantém um diálogo franco e aberto com o seu semelhante. Pensar antes de falar é sempre a melhor atitude a se tomar, respeitando as opiniões, sem intitular-se o dono da verdade. Somos seres heterogêneos encarnados neste mundo material e cada um possui a bagagem espiritual de vidas pregressas, agindo em conformidade com o seu grau de aproveitamento. O que é certo para uns é errado para outros e as discussões alteradas pela diversidade de conceitos tornam-se desnecessárias e inúteis. Quando há reciprocidade entre as pessoas, torna-se mais fácil o convívio, o diálogo surge naturalmente, surgindo informações e conhecimentos para o nosso aprendizado. Muitas vezes precisamos conviver com seres, em virtude da nossa vida material e social, de temperamento agressivo, ignorantes da vida espiritual e com estes temos que medir as palavras, para se evitar um choque de opiniões.
A franqueza e a sinceridade em qualquer circunstância devem ser postas em prática, mas sempre com ponderação e prudência para não serem confundidas como inconveniência e má educação.
Rose Monteiro
Assistente da Filial Santos do Racionalismo Cristão

3 Comments:

  1. Cynthia Maria Azambuja Corrêa

    Boa noite, Rose Monteiro. Texto inovador acima. A pessoa que tem franqueza e sinceridade pode ser maravilhosa. Pois esses atributos do espírito, quando estão latentes no ser humano, é porque já possui um senso crítico apurado.
    É um grande sinal que o ser humano caminha na “esteira” do aprimoramento da espiritualidade. Por um lado, se usados com humildade, pode-se esperar grandes progressos dessa pessoa. Por outro lado, se usados com desprezo, é sinal que está sofrendo, mostra comportamento obsessivo e não sabe. Assim, às vezes diz o que não quer, e quando viu, já disse. É necessário estudar: “educação da vontade”. O Racionalismo Cristão nos orienta no livro do mesmo nome. Acho maravilhoso esse estudo. Grande abraço. Dra. Cynthia

  2. Wilvania Ribeiro Costa

    A Sra. Rose Monteiro colocou muito bem suas palavras como faz sempre, com muito cuidado e lógica de raciocínio. Escreveu de forma adequada o tema por ela sugerido, que devemos ser francos e sinceros com moderação, ponderação e de forma educada, pois vivemos num mundo heterogêneo. Um abraço a Sra. Rose e obrigada.
    Wilvania

  3. Rogério Malheiro

    Não posso estar mais de acordo consigo. A franqueza é um princípio de viver com honestidade e muitas vezes é utilizada de forma errada apenas para fazer valer uma opinião ou uma vaidade de quem se esconde por detrás desta para ferir ou alimentar o seu ego, sem se importar com essa atitude de magoar os outros, apenas porque é franca. Com o avançar da vida as coisas deixam de ser pretas ou brancas e na maior parte das vezes são cinzentas, é preciso perceber que há sempre duas versões que expressam vivências diferentes e maturidade espiritual diferente. Franqueza sim, por ser verdadeira mas comedida, respeitosa e adequada ao ouvinte e ao momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *