Teste 449. Sofrimentos desnecessários

449. A doutrina racionalista cristã afirma que é possível evitar sofrimentos desnecessários. Há, então, sofrimentos necessários? Caso positivo, de que ordem?

Sofrimentos não são necessários para se cumprir a lei da evolução. Contudo, se nesta ou em existências anteriores o espírito fez mau uso do seu livre-arbítrio, e plantou más sementes, terá de colher os resultados. Muitas vezes isto somente é possível encarnando. Neste caso, o sofrimento é necessário. Lançando mão de qualidades poderosas, como a coragem e a vontade forte ele deve enfrentar esses sofrimentos que farão com que reflita sobre a vida e procure ser melhor.

4 Comments:

  1. Francisco da Cruz Évora

    Há com certeza outras maneiras de tratar essa oposição sofrimentos necessários versus sofrimentos desnecessários, para o espírito cumprir o imperativo natural de evoluir. Com efeito, não é necessário fazer mau uso do livre-arbítrio para ele evoluir; como não há efeito sem causa, na falta de mau uso do livre-arbítrio não pode acontecer o sofrimento que, de outro modo, seria a sua consequência necessária.

    Outra questão é a seguinte: o espírito, na sua trajetória evolutiva, é obrigado a passar por sofrimentos terrenos inevitáveis, sofrimentos próprios da vida física. Logo, nenhum espírito pode passar a evoluir nos planos espirituais superiores sem ter sofrido, necessariamente, em consequência de fatos inevitáveis consumados no mundo-escola.

    Por isso, não me parece correto dizer-se, simplesmente, “para evoluir não é preciso sofrer”.

    • Luiz de França Messias

      O sofrer significa resgatar alguma ação negativa que está registrada em nosso corpo fluidico nos impedindo de ascender a regiões mais elevadas da evolução espiritual

  2. Wilvania Costa

    A afirmação da doutrina é justa, pois nos seus ensinamentos ela parte do principio que o ser humano deve fazer bom uso do seu livre-arbítrio. Em minha opinião não são necessariamente sofrimentos, mas ajustes causados pela lei de causa e efeito, pelo mau uso do livre-arbítrio.
    Esses sofrimentos são causados exatamente na mesma medida pela lei do retorno, isto é, se o ser foi capaz de causar um mal ao outro, ele estará em condições de arcar com a responsabilidade desse ato na mesma medida do potencial usado. Mesmo que tenha sido praticado em outra encarnação, ou até nessa vida, mesmo fazendo de conta que não teve culpa por não assumir suas responsabilidades. Então repetindo, não são sofrimentos necessários, é somente a atuação da lei universal do retorno, daí se esse espirito vai aprender ou não, vai depender do grau de evolução do mesmo.

  3. Luiz Hamilton Menossi

    449. A doutrina racionalista cristã afirma que é possível evitar
    sofrimentos desnecessários. Há, então, sofrimentos necessários? Caso
    positivo, de que ordem?

    Não há sofrimentos necessários. Todo sofrimento é resultado de algum
    erro. Evita-se um sofrimento conhecendo e evitando-se o erro causador do
    mesmo. Luiz Hamilton

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *